Padre Fellinto
A Igreja no Brasil
 
 
25.Out - Beatificação de padre João Schiavo será presidida pelo Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos e será transmitida pela TV Canção Nova

A Beatificação do padre João Schiavo acontecerá neste sábado, 28, às 10 horas, em Caxias do Sul (RS). A Missa será presidida pelo representante do Papa, o Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, Cardeal Angelo Amato, no Pavilhão 2 dos Pavilhões da Festa da Uva.


A celebração, que será transmitida, ao vivo, pela TV Canção Nova, contará com a presença de diversas lideranças eclesiais do Brasil e do exterior, entre elas, o Superior Geral dos Josefinos, padre Mario Aldegani e a Superiora Geral das Irmãs Murialdinas de São José, Irmã Orsola Bertolotto.


Segundo o postulador da Causa, padre Orides Ballardin, “a beatificação será um momento raro e grandioso para a Igreja, visto que hoje, a Congregação das Causas dos Santos tem protocolados mais de quatro mil Causas de Beatificação e Canonização”.


Padre Ballardin destaca ainda que o processo que torna padre Schiavo beato foi relativamente rápido, pois iniciou em 2001, e exatamente em 2017 celebra-se os 50 anos da morte do religioso e os 20 anos da cura que o Vaticano reconheceu como milagre.


Milhares de pessoas de todo o Brasil e do exterior são esperadas na celebração. Várias caravanas estão sendo organizadas em 74 cidades próximas à Diocese de Caxias do Sul. Do Chile e da Argentina, onde há a presença dos Josefinos e Murialdinas, chegarão 160 pessoas, além de 34 devotos do Equador e da Itália, mais um grupo de 31 pessoas, incluindo 9 parentes do futuro Beato.


Outras celebrações


Ainda no sábado, 28, às 16 horas, será celebrada uma Missa em espanhol, na capela onde está o túmulo do padre João Schiavo, em Fazenda Souza. A celebração será presidida pelo Superior Provincial da Província Argentina-Chile, padre José Luís Di Paolo e sacerdotes estrangeiros.


No domingo, 29, haverá uma Missa de Ação de Graças, às 10 horas, na capela de Fazenda Souza, com a presença dos bispos Josefinos: Dom Celmo Lazzari, Bispo de Sucumbios, no Equador; Dom Irineu Roman, Bispo Auxiliar de Bélem, do Pará, ambos da Diocese de Caxias do Sul; e Dom Adélio Pasqualotto, Bispo da Missão Josefina de Napo, no Equador.


No Rio Grande do Sul, são Beatos: Pe. Manuel Gomes Gonzales e coroinha Adílio Daronch (2007) Bárbara Maix (2010); e Santos: São Roque Gonzales, Santo Afonso Rodrigues e São João de Castilho (1988). Com a Beatificação do Pe. João Schiavo, o Brasil alcança o número de 52 Beatos e 36 Santos. O Brasil tem ainda 12 Veneráveis, que aguardam apenas a aprovação de um milagre para se tornarem Beatos.


Mais informações (54) 99138.5481.


Sobre João Schiavo


Padre João Schiavo nasceu em Vicenza, na Itália, no dia 8 de julho de 1903. Foi ordenado sacerdote da Congregação dos Josefinos de Murialdo, em 1927, aos 24 anos. Foi enviado para o Brasil em 1931, onde reencontrou seu irmão, Ermenegildo Schiavo, também religioso Josefino.


Em terras brasileiras, desempenhou um grande trabalho vocacional e foi o primeiro mestre de noviços da missão Josefina no país. Sua missão foi desenvolvida, sobretudo, na região de Caxias do Sul. Além disso, fundou várias obras nas áreas da educação, formação e assistência social em prol de crianças e jovens pobres.


Em novembro de 1966, com a saúde já debilitada, padre João Schiavo adoeceu gravemente e veio a falecer no dia 27 de janeiro de 1967, com fama de santo. Desde então, sua sepultura é local de orações e peregrinações. A capela, que leva o nome do venerável, foi inaugurada em 2015, em Fazenda Souza. Ali, todo o dia 27, às 16h, é celebrada Missa em sua memória. Por sua intercessão são atribuídas muitas graças e a fama de santidade se estende até mesmo para outros países.


O Milagre


Em outubro de 1997, a partir de uma aguda dor intestinal, Juvelino Carra, de Caxias do Sul (RS), foi encaminhado para uma cirurgia de emergência (laparotomia). O médico cirurgião Dr. Ademir Cadore constatou que na realidade se tratava de uma trombose mesentérica venosa superior aguda, envolvendo todo o intestino delgado.


Após atenta observação, averiguação e avaliação, foi tomada a decisão de desistir da cirurgia, fechar o abdômen e encaminhar o paciente à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para ser acompanhado até à iminente morte.


Os familiares foram informados pelo médico da real situação: “Não há o que fazer a não ser aguardar o óbito”. Diante desta desconcertante notícia, a esposa de Juvelino pegou o santinho com a oração de padre João Schiavo, e repetia: “Pe. João, tu deves sarar meu marido, tu deves ajudá-lo, tu deves reconduzi-lo para casa…”, enquanto apertava forte a imagem, a ponto de amassá-la.


Na UTI, Juvelino começou a dar evidentes sinais de melhora, para surpresa de todos. Em sete dias teve alta hospitalar, sem apresentar problemas ou sequelas.


Em fevereiro de 2016, a Comissão de Médicos do Vaticano reconheceu, na documentação analisada, que a cura não tem explicação médico-científica; E no dia 1º de dezembro do mesmo ano, o Papa Francisco autorizou a Congregação das Causas dos Santos a promulgar o Decreto de Reconhecimento do milagre de cura do caxiense Juvelino Cara, pela intercessão do Venerável Servo de Deus padre João Schiavo.


Fonte: Canção Nova

Indique a um amigo
 
 
 

Copyright ©
Warning: date(): It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected the timezone 'UTC' for now, but please set date.timezone to select your timezone. in /home/fellinto/public_html/index.php on line 204
2019 Padre Fellinto. Todos os direitos reservados.